CPF – A Importância e Como Fazer a Inscrição

CPF – A Importância e Como Fazer a Inscrição

 

O CPF – Cadastro de Pessoa Física não é somente um documento a mais que você precisa ter. É considerado o documento mais importante por ser o registro do cidadão na Receita Federal brasileira, no qual estão todos os contribuintes. O CPF armazena informações fornecidas pelo próprio contribuinte e também pelos sistemas da Receita Federal.

Cada pessoa pode se inscrever apenas uma vez e, portanto possuir somente um número de inscrição, não podendo este ser mudado, mesmo no caso de perda do cartão. Ao ser emitido, o CPF gera um número de onze algarismos, sendo os dois últimos, dígitos verificadores para evitar erros. A posse do CPF não é obrigatória, mas é essencial para realizar a maioria das operações financeiras como abertura de contas em banco, contratação de empréstimos, financiamento de veículos e muitas outras. Em muitos casos o CPF também é exigido como instrumento para auxiliar na autenticação da identificação do contribuinte. Nestes casos você pode utilizar qualquer outro documento em que o número do CPF é mencionado como a CNH.

Hoje já existe e–CPF, trata-se do mesmo documento, mas em formato eletrônico. Este certificado digital garante a autenticidade e a integridade na comunicação entre a pessoa Física e a Secretaria da Receita Federal, funcionando exatamente como uma versão digital do CPF, mais fácil de consultar.

Para fazer uma inscrição no CPF a pessoa precisa ter pelo menos 16 anos de idade e comparecer a uma agência dos Correios, ou a uma agência do Banco do Brasil ou a uma agência da Caixa Econômica Federal, munido de seu RG – Registro Geral e pagar uma taxa que custa cerca de R$ 5,70. Após feita a inscrição o prazo para que o cartão chegue até sua residência é de aproximadamente 15 dias.

Muitos sites afirmam que existe a possibilidade de fazer a inscrição pela internet, mas isso é um grande engano, pois não existe essa possibilidade. No site da Receita Federal consta a informação de que a inscrição no CPF pela internet está prevista desde o ano de 2010, mas ainda não foi implementada e provavelmente não será por um bom tempo, devido ao alto risco de fraudes que esse serviço pode favorecer.

 

Curiosidades!!!

Você sabe o significado dos dígitos do CPF?

Os dois últimos dígitos são os números de verificação: seguem um algoritmo de módulo 11, baseado no valor dos outros dígitos, para possibilitar a verificação automática e prevenir erros de digitação.

O dígito anterior aos dois últimos dígitos (o nono dígito da esquerda para a direita) revela a unidade federativa em que a pessoa registrou-se pela primeira vez. Assim basta olhar o dígito final, antes do traço, para descobrir sua origem.

Exemplo: CPF: XXX.XXX.XX8 – YY

O número destacado indica a origem deste CPF, que no caso número “8” representa São Paulo.

Confira a lista dos estados:

0 – Rio Grande do Sul

1- Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins.

2- Amazonas, Pará, Roraima, Amapá, Acre e Rondônia.

3- Ceará, Maranhã e Piauí.

4- Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Rio Grande do Norte.

5- Bahia e Sergipe.

6- Minas Gerais.

7- Rio de Janeiro e Espírito Santo.

8- São Paulo.

9- Paraná e Santa Catarina.

Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome.