O Banco de Crédito Real de Minas Gerais Agora é Bradesco

Qual o banco certo para você? Antes de abrir uma conta, você deve considerar vários fatores. Faça o teste e veja que banco é melhor para suas necessidades.

Inicialmente, você precisa de que tipo de conta?

Quantos saques você precisa fazer, em média, por mês?

Quantos extratos você imprime, em média, por mês?

Quantas transferências acima de 5000 você precisa fazer por mês?

Você precisa ou gostaria de usar cheques?

Você pensa em financiar um carro nos próximos meses?

Você pensa em comprar uma casa através de crédito imobiliário nos próximos 24 meses?

Qual sua necessidade de falar pessoalmente com um gerente?

Para você, o que é mais importante num banco?

Você compra muitos produtos do exterior?

Você costuma investir dinheiro, como com seguridade privada, ações ou renda fixa?

Com que frequência você não paga o valor integral das suas faturas de cartão de crédito?

O Banco de Crédito Real é Bradesco

 

O antigo Banco de Crédito Real de Minas Gerais, também conhecido como Credireal, foi fundado na cidade de Juiz de Fora em Agosto 1889, às vésperas da Proclamação da República. O objetivo inicial do Banco era conceder empréstimos mediante garantia hipotecária. Foi uma das únicas instituições financeiras do país que resistiu a falência em meio à crise econômica gerada pela transição do Império para República.

Até 1920 foi o único banco da Zona da Mata Mineira e era considerada, até os anos 60, uma das instituições financeiras mais fortes e conceituadas do país. Nos anos 90 transformou-se em um Banco Múltiplo com operações que abrangiam Fundo de Renda Fixa, Poupanças, Depósito a Prazo Fixo em Títulos, Operações de Mercado Aberto, Ouro, Dólar Turismo e muitas outras operações.

A história do Banco de Crédito Real se encerra em 1997, quando o Banco Bradesco comprou o Credireal em uma negociação de mais de R$ 121 milhões. O Bradesco absorveu todas as operações do banco, levando ao encerramento das atividades do Banco de Crédito Real.  Com isso, todos os clientes do antigo Banco de Crédito Real passaram a ser clientes do então Bradesco.

De certa forma isso trouxe várias vantagens e benefícios, principalmente aos clientes, pois agora fazem parte de uma das maiores e melhores instituições financeiras do país. Uma das vantagens percebida no início da transição era o sistema todo informatizado do banco Bradesco, com várias agências bancárias espalhadas por todo país e uma enorme quantidade de caixas eletrônicos.

Hoje os antigos clientes do Crédito Real podem utilizar todas as tecnologias do Bradesco, como por exemplo, acessar sua conta através da Internet Banking Bradesco, solicitar cartões de crédito, fazer empréstimos online, acesso à conta via Celular e uma grande inovação exclusiva, por enquanto, aos clientes Bradesco que é o F. Banking Bradesco. Com o F. Banking Bradesco os clientes podem ter acesso ao seu Saldo através do Facebook, a rede social mais utilizada no Brasil e no mundo. Uma opção para os mineiros é o banco Crefisa.

Em fim, a extinção do Banco de Crédito Real pode ter sido ruim pelo valor histórico que a instituição financeira representava, mas sua incorporação ao Banco Bradesco com certeza trouxe muitos benefícios para a população, principalmente para os clientes. É importante saber que foi instituído um museu histórico do Banco de Crédito Real em sua primeira sede em Juiz de Fora.

Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome.